terça-feira, 30 de junho de 2009

DENTRO DA PALAVRA

.
video



.
Dentro da palavra
Edmar da Rocha

Arlequim

Celso Viáfora

Querências do destino

Flávio Venturini

Trilha d’água

Simone Guimarães

Doce desejo

Henrique Pereira Alves

Condicional

Vital Lima

Manhã

David Duarte

Fonte das recordações

Selma Reis

Eito

Eudes Fraga

Malungo

Jane Duboc

Noites compridas

Walter Bandeira

Sempre que canto

Iara Melo

Cuida da palavra

Sérgio Santos

Essa menina

Marco André

Dentro de mim

Kátia Freitas

Aurora

Nilson Chaves

Último verso

Rogéria Hortz

Tempo total 64:51


Arranjos:


Fernando Carvalho
Fernando Merlino
Roberto Stepheson
Eudes Fraga
Chiquinho Chagas
Pantico Rocha
Marcelo Mariano






Ficha técnica:

Produção e direção musical:
Eudes Fraga

Projeto e produção gráfica:
Marcelo Quinan

Produção fonográfica:
QRC – Av. Pres. Vargas, 351, Sala 501
Belém-PA – CEP 66010 000
Fone: 91 3225 11 67
Email: marcosladodedentro@gmail.com

Gravado em Sistema Digital (24 canais) nos estúdios:
- Rio Mix (RJ) por Didier Fernan e Carlos Palhares
- MM Studio (RJ) por Marco André e Fernando Rebelo
- Studio Planeta (CE) por Josiel “Cabeça”
- Estúdio Barra (GO) por Rinaldo Barra
- La Cave (RJ) por Pedrinho Motta
- ART Brasil (SP) por Omar Campos
- O dB (PR) por Beto Dias
- MC Produções (PA) por Manoel Cordeiro e Carlos Valle

Mixado nos Estúdios:

- Discover (RJ) por Guilherme Reis
- Rio Mix (RJ) por Didier Fernan e Carlos Palhares

Masterização:
– Magic Master (RJ) por Ricardo Garcia



***



ser tão Marco Antonio
tão Henrique, tão Joãozinho
ser tão Nilson
tão Albery, tão Fernando
ser tão vocês
ventres parceiros
como marcos
como partes
como são

ser tão Edmar
tão Celso, tão Flávio, tão Simone
ser tão Vital
tão David, tão Selma, tão Jane
ser tão Walter
tão Iara, tão Sérgio
ser tão Marco André
tão Kátia, tão Rogéria
vozes parceiras
como marcos
como partes
como são

ser tão Merlino
tão Stepheson, tão Marcos
tão Chiquinho, tão Pantico
ser tão Manoel
tão Ivan, tão André
ser tão Décio
tão Carlos
tão Saulo
ser tão Marcelo
tão Johnson
notas parceiras, irmãos
como marcos
como partes
como são

ser tão Roseli
tão Marina, tão Marcelo
tão Sandra, tão Lélia
ser tão Maria, tão Elias
como marcos
como partes
como são
ser tão Eudes
amigo, parceiro
parteiro, irmão

ser tão todos vocês
como marcos
como partes
como são
dentro da palavra
no verso que explode
de gratidão
***


1 - Dentro da palavra
(Marco Antonio Quinan / Marcos Quinan)

Voz – Edmar da Rocha
Arranjo – Fernando Merlino
Piano – Fernando Merlino
Cello – Saulo Moura
Viola - Ivan Zandonade
Violino – André Cunha
Moringa - Marcos Amma

De dentro da palavra
Explodem versos
Deixando marcas
Sonhos e verbos
Dos estilhaços
Vestindo a lida
Compõe se os passos
Constrói se a vida
O ventre da solidão
Me aqueceu, me abrigou
Por entre rimas formou então
O ser que hoje sou
Vertigens não lamento
Cicatrizes me enlaçam
O meu verso é um momento
Que procura meus pedaços
E na rima que me leva
Os caminhos aprendi
Pois um dia na palavra
Minha historia estava ali




***




2 – Arlequim
(Marcos Quinan / Henrique Pereira Alves)

Voz - Celso Viáfora
Arranjo - Fernando Merlino
Piano - Fernando Merlino
Baixo - Décio Crispim
Cello - Manoel Antônio
Viola - Ivan Zandonade
Violino - André Cunha
Bateria - Pantico Rocha
Triângulo - Marcos Amma
Assobio - Eudes Fraga

No caminho sete curvas
Arlequim tu tens
Sete rumos no destino
Arlequim tu tens
Sete reis , sete rainhas
Arlequim tem, tem
Tantas coisas tem no mundo
Arlequim tem, tem
Água. Terra, fogo e ar
Arlequim tem, tem
Ribaldia tem no mundo
Arlequim tem, tem
Labuta no dia certo
Arlequim tu tens
Sete notas pra cantar
Arlequim tu tens
E o amor pra te atentar
Arlequim tu tens
Todo fim tem um começo
Arlequim tem, tem
Todo sonho pra sonhar
Arlequim tu tens
Muitos sonhos pra sonhar.
Arlequim tem, tem
Muitos sonhos pra sonhar.
Arlequim tu tens



***




3 - Querências Do Destino
(Marcos Quinan / Eudes Fraga / Joãozinho Gomes)

Voz - Flávio Venturini
Arranjo de base – Fernando Merlino
Arranjo de cordas – Fernando Carvalho
Piano – Fernando Merlino
Cello – Saulo Moura
Viola – Ivan Zandonade
Violino – André Cunha

Era um pacto cigano
Um desejo de menino
Um amor de sangue e planos
Por querências do destino
Num domingo criei asas
Como aquele passarinho
Que chegou na nossa porta
Procurando um novo ninho
Andar andei
Por terra e mar
O teu amor
É o meu lugar
Noutras paixões
Tentei morar
O teu amor
É o meu lugar
Eu troquei a nossa casa
Pelas pedras do caminho
Percebi que o sonho acaba
Quando me encontrei sozinho
Vi no brilho duma estrela
Os teus olhos pequeninos
Espiando a minha volta
No adeus do passarinho
Andar andei ...




***




4 - Trilha d’água
(Nilson Chaves / Marcos Quinan)

Voz - Simone Guimarães
Arranjo – Eudes Fraga e Chiquinho Chagas
Piano e acordeom – Chiquinho Chagas
Violões de aço / triângulo / garrafão – Eudes Fraga

Se nasce do bem querer
Trilha d’água nos meus olhos
Podes ver
É saudade sem reservas
Das minúcias de você
Se nasce do sofrer
Trilha d’água nos meus olhos
Podes ver
É queimar em labaredas
Esperando por você
Se nasce do perder
Trilha d’água nos meus olhos
Podes ver
É meu norte em revoada
Procurando por você
Trilha d’água nos meus olhos
Recompondo meu amor
Trilha d’água nos meus olhos
Indo sempre onde vou... bis




***




5 - Doce Desejo
(Henrique Pereira Alves / Marcos Quinan)

Voz - Henrique Pereira Alves
Arranjo – Fernando Carvalho
Violão de aço e nylon – Fernando Carvalho
Bateria – Pantico Rocha
Baixo – Marcelo Mariano
Cello – Saulo Moura

Me redimir
De todas as lembranças
Trágicas
De amores passados
Num mergulho profundo
Nos teus olhos
Que já me deram
A certeza de me ver
Tu que vieste
Inesperadamente
E já te impregnaste
Em todos os meus sentidos
Quem és
Que me invade com tanta ternura
E me faz sentir
O mais doce desejo
De ser teu
O mais doce desejo
De ser teu




***




6 – Condicional
(Marcos Quinan)

Voz - Vital Lima
Arranjo de base - Eudes Fraga
Arranjo de cordas e clarinete - Roberto Stepheson
Violão nylon - Eudes Fraga
Clarinete – Johnson Joanesburg
Cello - Manoel Antônio
Viola - Ivan Zandonade
Violino - André Cunha
Moringa / pandeiro - Marcos Amma

Na primeira cena
O calor escorreu por entre
O aperto das mãos
Habitou o vazio dos olhos
Na segunda cena
A fragilidade do tempo
Ficou em algumas canções
E velhas histórias de amor
Num segundo se passaram horas
E à tarde que a noite acoitou
Na terceira cena
O corpo queria falar
Mas se calava
Os olhos queriam te desnudar
Mas te vestiam
A boca só queria teus beijos
Mas só disse frases
No condicional




***




7 – Manhã
(Albery Junior / Marcos Quinan)

Voz - David Duarte
Arranjo – Fernando Carvalho
Violões de nylon – Fernando Carvalho
Cello – Saulo Moura
Viola – Ivan Zandonade
Violino – André Cunha

A cidade acorda
Na manhã úmida
O orvalho goteja
Pelo concreto de
Seus viadutos
Igual lagrimas
O poder insensato
Ainda dorme
A mulher insegura
Ainda dorme
Sonha e arde
O poder insensato
Ainda dorme
A mulher insegura
Acorda sonha e arde
Sonha e arde
Da minha janela
Sonho com as manhãs
Orvalhadas nos campos
Com a liberdade
E com a mulher que
Sonha e arde




***




8 - Fonte Das Recordações
(Eudes Fraga / Joãozinho Gomes / Marcos Quinan)

Voz - Selma Reis
Arranjo de base – Fernando Merlino
Arranjos de cordas e flauta – Fernando Carvalho
Flauta – Roberto Stepheson
Piano – Fernando Merlino
Cello – Saulo Moura
Viola – Ivan Zandonade
Violino – André Cunha

E lhe espiar na janela
É festa bem dentro de mim
É na partida que a sensação
De se perder é tão difícil
Como beber o Solimões
Como esquecer
Longe nos trilhos do mundo
Por essa razão padeci
Guardei dos olhos aquele rio
Que desaguou demais e lavou
Faces de dois sentimentos
Vaguei sertões, vales, vilas pisei
Bebi na fonte das recordações...
Lhe imaginando em vão
Tantos anos se passaram
Nessa aflição de lembrá-la, eu lembrei
Você emoldurada em janelas
Nas ruas por onde andei
E estas janelas davam pro mundo
Que dá nos fundos do quintal
Hoje na mesma janela
De olhos pregados no trem
Ainda vejo toda tristeza
Se derramar, cair, pingando
Desses seus olhos aflitos
Vaguei sertões, vales, vilas pisei
Bebi na fonte das recordações...
Ainda vou dançar com você a ciranda
Donde roubamos o verso final
E que foi carmim
Para os nossos desejos todos eternos
Mesmo distante inda lhe beijo
Lá no festejo do arraial




***




9 – Eito
(Marcos Quinan / Marco Antonio Quinan)

Voz - Eudes Fraga
Arranjo – Eudes Fraga e Chiquinho Chagas
Violão – Eudes Fraga
Acordeom – Chiquinho Chagas




***




10 – Malungo
(Marcos Quinan)

Voz - Jane Duboc
Arranjo - Fernando Merlino
Piano - Fernando Merlino
Baixo - Décio Crispim
Bateria - Pantico Rocha


Orlins
Fazer um blues
Lembrar do mar
Fazer um blues
Ouvindo o cello do Morelembaum
São Paulo
Ouvir um blues
Falar com mar
Ouvindo blues
Estar com o mar
Ouvindo blues
Sentindo o som do cello pelo ar




***




11 - Noites compridas
(Henrique Pereira Alves / Marcos Quinan)

Voz - Walter Bandeira
Arranjo – Fernando Merlino
Piano – Fernando Merlino
Violoncelos – Saulo Moura


È profunda a tristeza
Que ficou nesta noite comprida
A solidão do mundo
Debruça na minha janela
Querendo entrar
Imóvel relembro cada momento
Da minha vida
Tentando encontrar
Na lembrança do passado
A companhia ideal
Para estas noites enormes
Tão enormes
Em Belém




***




12 - Sempre que canto
(Marco Antônio Quinan / Marcos Quinan)

Voz – Iara Melo
Arranjo de base – Fernando Merlino
Arranjo de cordas – Fernando Carvalho
Cello – Saulo Moura
Viola – Ivan Zandonade
Violino – André Cunha
Violão de aço – Fernando Carvalho


Anda me de sua mão
Sinta em meu peito
Um coração
Tão apertado
Por precisar partir
Tenho que ir embora
Mas não esqueço o que senti
Fecho os olhos
Pra navegar em ti
Fica um grande vazio
No meu caminho
Nesta paixão
Levo comigo o pranto
Lembro o sorriso
Sempre que canto
Seja sempre metade
Enquanto podes
Enquanto cabes
Deixa a canção
Acalentar a saudade




***




13 - Cuida da palavra
(Eudes Fraga / Marcos Quinan)

Voz - Sérgio Santos
Arranjo de base – Eudes Fraga / Pantico Rocha / Marcelo Mariano
Arranjo de cordas - Roberto Stepheson
Triângulo – Marcos Amma
Bateria – Pantico Rocha
Baixo – Marcelo Mariano
Violão de aço – Eudes Fraga
Acordeom – Chiquinho Chagas
Cello – Saulo Moura
Viola – Ivan Zandonade
Violino – André Cunha

Substantivos
Na copa das arvores
Quem foi que achou?
Artigos nos troncos
Descendo no rio
Quem foi que jogou?
Pronome que é nome
Dos deuses nas matas
Quem foi que achou?
Adjetivos são húmus na terra
Quem foi que pisou?
Conjugação de menino e poeta
No verbo dos remos
Preposições que juntou
Pedaços de águas
A quem carregou?
Interjeição, o homem é forte
O poeta falou
Numeral, ninguém é só um
Numeral é bem mais que um
Quem foi que falou?
Cuida da palavra quando dor
Canta na palavra o amor




***




14 - Essa Menina
(Marco Antonio Quinan / Marcos Quinan)

Voz - Marco André
Arranjo de base – Fernando Merlino
Arranjos de cordas e flauta – Fernando Carvalho
Cello – Saulo Moura
Viola – Ivan Zandonade
Violino – André Cunha
Flauta – Roberto Stepheson
Piano – Fernando Merlino

Quem é essa menina
Que brinca sobre o meu jardim
Quem é essa mulher
Que anda pelos camarins
Plínio, Suassuna, Rodrigues
Na imagem de uma cena qualquer
Traduzindo tanta menina
Revelando toda mulher
Quem é essa menina
Que anda pelos camarins
Quem é essa mulher
Que brinca sobre o meu jardim
Esses seus olhos tão doces
Disparam ternura e paixão
Abraçam o meu personagem
E arrebata o meu coração
A sua presença encanta
Preenche o vazio no ar
Renova a essência da vida
num gesto, num simples olhar
Quem é essa menina
Que hoje ensina como sonhar
Quem é essa mulher
Essa menina, mulher




***




15 - Dentro de mim
(Eudes Fraga / Marcos Quinan / Marco Antonio Quinan)

Voz - Kátia Freitas
Arranjo de base – Eudes Fraga / Pantico Rocha / Marcelo Mariano
Arranjo de cordas – Roberto Stepheson
Violão de aço – Eudes Fraga
Baixo – Marcelo Mariano
Cello – Saulo Moura
Viola – Ivan Zandonade
Violino – André Cunha
Bateria – Pantico Rocha

Dentro de mim
Repenso, refaço
Mãos de poeta
Tecendo o dia
Percorro tempos
Parindo versos
E em passos lentos
Meu rumo é certo
E quando a solidão
Me escolher narradora
Fruto das estradas,
Criatura que sou
Resultará das palavras
Diferenças e igualdades
Vertentes da procura
De saber seguir
E um dia no meu norte
O caminho entrego a ti





***




16 – Aurora
(Nilson Chaves / Marcos Quinan)

Voz - Nilson Chaves
Arranjo – Eudes Fraga / Chiquinho Chagas
Violão de aço e teclado – Eudes Fraga
Acordeom – Chiquinho Chagas

A aurora entrega
O cheiro das manhãs
Ao dia ensolarado
Nos caminhos
Que ziguezagueiam
Pelos rastos que lá deixei
A aurora seca o orvalho
Nos telhados
Das casas sonolentas
Dos caminhos que ziguezagueiam
Lágrimas que lá deixei
A aurora acorda o vento
Que assobia em silencio
As canções que lá deixei
As canções
A aurora com suas mãos
Perfumadas e macias
Me acompanha calada
Na saudade da minha terra
E da mulher que lá nasceu
A paixão que lá deixei
Nas canções
As canções que lá deixei
As canções




***




17 - Ultimo Verso
(Eudes Fraga / Marcos Quinan)

Voz – Rogéria Hortz
Arranjo – Fernando Merlino / Chiquinho Chagas
Piano – Fernando Merlino
Acordeom – Chiquinho Chagas
Violão de aço – Eudes Fraga

Ficou em mim
O gosto do beijo
O cheiro do corpo
A agressividade da hora
O falso da palavra
Ficou em mim
A fragilidade do gesto
E alguma esperança
Renasço
Quando passo
Por caminhos
Que nunca passei
Ou quando a lembrança
Me deixa encontrar
Por breves instantes
Estradas já percorridas
Com a ternura intensa dos sozinhos
A poesia me assalta
E me rouba para ti
São os últimos versos
O poema está completo
As coisas mais lindas que fui
Fazem parte dele
Poderia tentar mais
Para que este ultimo verso
Não fosse dito
Mas prefiro a perda
Única maneira
De te eternizar em mim